Notícias, Covid-19

Quais os cuidados para ir ao aeroporto?

Com uma pandemia de coronavírus, diversos procedimentos têm sido adotados em voos relacionados aos cuidados para ir ao aeroporto, antes, durante e após o embarque.

Apesar da pandemia, muitas pessoas não puderam adiar viagens, seja por motivo de trabalho ou para visitar algum parente. Com uma retomada gradual dos voos pelo mundo, é importante saber quais os cuidados para ir ao aeroporto com segurança e com minimização de riscos.

Em muitos países os aeroportos continuarem relativamente vazios e com voos reduzidos. Porém, os cuidados contínuos são sendo tanto por meio de medidas adotadas pelas empresas aéreas quanto pelos passageiros. A maioria dos procedimentos de higiene já são de conhecimento geral, mas há situações específicas a bordo para como quais nem todas as pessoas ainda estão cientes.

A Associação Brasileira das Empresas Aéreas divulgou algumas orientações e procedimentos de como proceder em aeroportos. Neste post vamos entender melhor o que fazer nessa situação. Confira!

Você pode fazer o check-in on-line entre 48 horas e 2 horas antes de seu voo.

Check-in e bagagem

A recomendação é que se faça o check-in on-line no site ou no aplicativo da companhia aérea. O cartão de embarque é gerado no celular, se houver necessidade de atendimento no balcão, algumas empresas fornecer o serviço remotamente, por meio de videoconferência.

Alguns aeroportos disponibilizam o autoatendimento e o despacho de bagagens sem necessidade de presença física de funcionários. Dessa forma, evita-se o contato entre funcionários e passageiros.

Portanto, é possível despachar a bagagem sem esse contato, entre os cuidados para ir ao aeroporto. O cartão de embarque chega no aparelho celular via app. A espera na fila deve seguir o distanciamento de dois metros de cada pessoa, seguindo a sinalização de adesivos indicados no chão.

As bagagens de mão seguem as mesmas normas, apenas o passageiro tem contato com esse item. Até o momento como bagagens despachadas e as de mão não passam por procedimentos de higienização nos aeroportos.

Crianças entre zero e dois anos não precisam usar máscaras.

Rímel

A máscara continua sendo um item indispensável em aeroportos para redução do risco de contaminação pela Covid-19. Apenas crianças entre zero e dois anos não precisam usar máscaras. Cada passagem precisa levar sua máscara, que deve cobrir o nariz e a boca, sem folga nas laterais.

Outra indicação é que o viajante leve outras máscaras para trocarte ao longo do trajeto, geralmente a cada três horas, ou antes se a máscara estiver úmida.

Fila de Embarque

Entre os cuidados para ir ao aeroporto, é recomendado chegar com antecedência ao local, devido aos novos procedimentos sanitários que podem gerar mais filas e prolongar o tempo de acesso à área de embarque. Deixe para formar filas quando seu grupo de embarque para avisado, sempre se preocupando em manter uma distância segura de outros passageiros.

Clique aqui para preencher nosso formulário e ser indenizado!

Álcool em gel no avião

O álcool em gel disponível é essencial, pois nem sempre será possível se deslocar até o banheiro para lavar as mãos com água e sabão. É uma forma de se prevenir e contribuir para a segurança coletiva.

Dentro do avião, o limite é de até 500 ml em voos nacionais. Em voos internacionais, o limite é de 100 ml, cujo transporte deve ocorrer em frasco plástico transparente. Dentro das aeronaves também há álcool em gel. O álcool líquido não é permitido dentro do avião.

Limpeza nos aeroportos

Os aeroportos estão com novas rotinas de limpeza, além de medidas para evitar contato entre passageiros. Superfícies de elevadores, corrimãos, braços de cadeiras, carrinhos de bagagem, passadores de escadas rolantes, bebedouros e maçanetas devem ser constantemente higienizados, como parte dos procedimentos de cuidados para ir ao aeroporto.

Vale lembrar que o vírus permanece por três horas no ar;  quatro horas em superfícies de cobre; 24 horas em cartão e papel; e de dois a três dias em plástico e aço inoxidável. Portanto, a limpeza de superfícies em todo o mundo tem sido colocada em prática nos aeroportos.

A recomendação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) é a de que os banheiros do aeroporto devem passar por desinfecção completa pelo menos três vezes ao dia. Além disso, devem estar sempre supridos com sabonete líquido, água corrente e papel toalha.

Os funcionários que trabalham nos terminais podem ter que usar roupas especiais, luvas e equipamentos de proteção individual, dependendo da função que exercem.

Distanciamento

Há sinalização de espaçamento de dois metros em espaços e filas, com algumas cadeiras bloqueadas na área de embarque para manter a distância. A administração deve bloquear parte dos assentos para não haver proximidade física entre passageiros que aguardam o embarque.

Com o intuito de afastar aglomerações nos os cuidados para ir ao aeroporto, os familiares não podem acompanhar passageiros no saguão.

Comissários de bordo e tripulação

As equipes que trabalham durante o voo recebem kits com máscaras e luvas antes de cada embarcação. O uso dessas peças também é obrigatório durante a viagem e no aeroporto. Os tripulantes também têm à disposição álcool em gel para higienização.

Antes de todo novo voo é feito a desinfecção no interior da aeronave.

Desinfecção no interior de aviões

Antes de cada nova viagem todo o interior do avião é desinfectado com produtos específicos em todos os locais em que houve contato com passageiros, como braços e encosto dos assentos, painéis, luz individual, mesinhas, telas, cintos de segurança, compartimentos de bagagens, maçanetas, banheiros, enfim, todo o espaço interno.

Serviço a bordo

Devido à pandemia houve simplificação do serviço a bordo com suspensão de vendas de produtos durante os voos. A ideia é diminuir a circulação de pessoas dentro do avião e o manuseio de embalagens.

A água é fornecida em copo descartável lacrado e a comida também em recipiente fechado e higienizado, que é entregue no embarque, estando entre as medidas de cuidados para ir ao aeroporto. Além disso, são oferecidas toalhinhas para que o passageiro faça a limpeza das mãos e do assento.

Sistema de filtragem dentro dos aviões

Os aviões detêm um sistema de filtragem de ar cuja eficiência é similar a de hospitais, sendo que o ar é renovado a cada dois ou três minutos e os filtros são capazes de extirpar mais de 99% de vírus e bactérias.

Em hospitais, a filtragem do ar ocorre a cada 10 minutos e, em escritórios, a cada 20 minutos. O sistema utiliza o ar puro preveniente do ambiente externo ao avião, com utilização de filtros HEPA. Os filtros capturam micro-organismos de até 0,01 micrômetros. Para se ter uma ideia, o coronavírus se enquadra entre 0,08 a 0,16 micrômetros.

Outro fator é que na cabine o ar circula do teto para o chão, dificultando o movimento nas fileiras de passageiros. Além disso, devido ao posicionamento das poltronas, é dificultado o contato face a face entre passageiros. Portanto, há baixo risco de contaminação dentro dos aviões que utilizam esses procedimentos.

Clique aqui para preencher nosso formulário e ser indenizado!

Uso dos banheiros no voo

Você não precisa se preocupar em utilizar o toalete do avião. Não há restrições ao uso dos banheiros no voo, pois eles são desinfectados a cada embarque e o ar também é renovado pelo sistema de filtragem.

É bom não esquecer que a higienização das mãos deve ser feita antes e depois de utilizar o toalete, com água e sabão ou álcool em gel, o que garante prevenção entre os cuidados para ir ao aeroporto.

Depois do pouso

Em tempos de normalidade, após o pouso as pessoas se levantam e formam filas para sair do avião. Mas nesse período de coronavírus os procedimentos de desembarque foram alterados.

Quando o avião pousar, não fique de pé imediatamente, para evitar aglomeração. O desembarque deve ser feito por fileiras. Então, espere sentado até chegar sua vez. Os comissários vão avisar quando você pode se levantar. Como dito, familiares não podem receber os passageiros na parte interna do aeroporto.

Restituição de bagagens

Ao buscar as malas, é preciso respeitar o distanciamento, para evitar a aglomeração de pessoas ao redor das esteiras. Tenha o cuidado de tocar apenas a alça da bagagem e faça a higienização da mala quando retirá-la da esteira, tendo em vista que elas não são desinfectadas nos aeroportos.

Monitoramento aprimorado

Alguns países têm uma equipe médica nos aeroportos para verificação do estado de saúde de passageiros em pontos de risco. Estudos relatam que as verificações de temperatura detectam pouco mais de metade dos passageiros contaminados pelo coronavírus.

As companhias aéreas têm seguido as recomendações dos órgãos de saúde nacionais e internacionais e, portanto, diversas medidas vêm sendo adotadas para reduzir os riscos de contágio pelo coronavírus relacionadas a cuidados para ir ao aeroporto.

Cada passageiro deve se atentar para medidas de precaução, como uso de máscara, álcool em gel, além de manter uma distância segura de pessoas no check-in, nas filas, dentro do avião e no desembarque. Outra dica é que, quando for comprar uma passagem, procure voos mais vazios e com poucas conexões.

Milhares de pessoas no mundo já foram vítimas fatais da Covid-19. Então, não negligencie os cuidados no aeroporto!

Clique aqui para preencher nosso formulário e ser indenizado!

Gostou deste post? Então acesse este link e saiba também este sobre a como serão as viagens pós-pandemia.

Se você teve algum problema relacionado a voos e quer saber se tem direito a indenização, entre em contato com a Liberfly . Somos uma empresa especial na resolução de seus problemas em viagens aéreas.

Author image

Sobre LiberFly